sábado, 18 de outubro de 2008

Eu gosto de comer, então sou um bom cozinheiro?


Adoro comer. E quando como, vou formando a minha opinião: isso é legal, isso não é, aquilo é mais ou menos etc.
E a medida que a gente vai comendo e ficando mais redondo, vai também sofisticando o paladar, preferindo um vinho que não seja Chapinha ou Sangue de Boi, percebendo a diferença entre o óleo Maria e um azeite de verdade, trocando o vinagre Castelo por um aceto balsâmico e por aí afora...
Mas aí eu pergunto: será que se eu me meter a criar receitas apenas pela experiência do meu paladar, vai dar certo?
Quer fazer o teste? A receita abaixo é de um bolo e foi criada agora. Se você tiver coragem...

- 2 xícaras de farinha
- 2 xícaras de água
- 2 ovos
- 4 colheres de açucar
- 1 colher de fermento em pó
- 2 colheres de sopa de chocolate em pó
Enfie tudo na batedeira, bata (é lógico), coloque em uma forma untada e leve ao forno médio por 30 minutos.

A chance disso dar certo é mínima. Pode ficar duro e quebrar o seu dente, pode quebrar a batedeira antes mesmo de quebrar o seu dente ou pode virar um ser gosmento.
E se você ainda assim quiser ir até o final, engolindo a coisa, vai ter a questão do gosto.

É a mesma coisa que acontece com a decoração.
Não é porque uma pessoa tem um pouco de senso estético (o popular bom gosto) que vai conseguir fazer uma boa decoração.
Como no caso da receita, vai errar nos ingredientes, não vai acertar na dosagem e dificilmente vai conseguir coerência e equilíbrio.
Só que a decoração não precisa ser mastigada e engolida, então é mais fácil do que fazer um bolo e servir com um sorriso orgulhoso acompanhado da frase "Gostou? Eu que fiz!"
O bolo, se servido e estiver horroroso, vai ser cuspido para fora acompanhado de um "Blergh!".
A análise da decoração vai vir com um belo sorriso falso acompanhado de um "Adoreeeei!".

Voltando ao bolo, para você acertar o melhor é seguir uma receita, com medidas corretas e elaborada por alguém que entende de fermento, farinha, ovos etc. Esse profissional, o cozinheiro, sabe o que está fazendo.
Percebeu? A receita é o projeto de decoração e o cozinheiro é o decorador.
Ele sabe a proporção, a dosagem e sabendo qual é o seu paladar, vai fazer um bolo para você.

Isso também não quer dizer que você não pode tentar. Pode e deve!
Mas, conselho meu, antes de ir comprando tudo o que você acha bonito e de deixar a sua casa parecendo uma loja de souvenir e artesanato, faça você mesmo um projeto, estude, pesquise, pesquise, pesquise, pesquise, pesquise...
Mas se for uma coisa que você tem pressa, chame logo o decorador, até porque ele também costuma demorar...

0 Faça um comentário: