quarta-feira, 8 de outubro de 2008

É melhor que uma Casa Cor e está aí no seu computador.


Pode ser que esta postagem fique parecendo coisa de um idealista ou um alienado, mas é um assunto que vale a pena ser discutido.
Quem está envolvido com o setor de decoração, seja profissionalmente ou por apenas gostar do tema, sabe que por muito tempo a Casa Cor foi uma referência forte para o mercado.


Ela sempre foi a responsável por nos mostrar as tendências, orientar sobre o certo e o errado e dizer o que deveria ser fabricado e usado.
Pois bem, mas o que realmente acontecia é que se você fosse à uma Casa Cor, veria os mesmíssimos nomes e produtos que durante o tempo todo estavam em TODAS as revistas de decoração. Resumindo: a água vinha sempre da mesma fonte e era impossível romper essas barreiras.


Os editorias das revistas de decoração sempre mostrando (e continuam até hoje) produtos sempre das mesmas lojas, as entrevistas sempre com os mesmos famosos da área e quando chegava a tão esperada Casa Cor, olha todo mundo lá de novo.
Se você que está lendo, é um decorador, um designer ou um arquiteto e tentou ou sonhou um dia ver o seu trabalho mostrado em qualquer meio desses, sabe o quanto é impossível.


Lógico que não estou falando daquelas seçõeszinhas que eles abrem do tipo "mostre a sua casa" ou "feito por você", cheio de fotinhas para ficar bem claro que eles são bonzinhos e estão abrindo para o pessoal amador. Estou falando de matéria, de realidade, de trabalhos e de profissionais que têm algo a mostrar.


Mas aí apareceram os blogs...
E olhando os blogs de decoração você descobre um mundo novo e, melhor ainda, muito mais amplo do que aquele mundo mostrado nas revistas. Fazendo uma analogia, quando você lê uma revista de decoração ou faz uma visita à Casa Cor é como você morar em uma cidade como São Paulo e receber informação sobre o mundo dos que tem helicópteros. Você fica sabendo que eles andam mais rápido, que dão status, que custam milhares de dólares e que São Paulo é uma das cidades que mais tem helicópteros no mundo. E termina por aí, porque para eles não existe mais nada além disso.


Quando você é leitor de blogs, descobre que além dos helicópteros, São Paulo também tem muitos automóveis, a maioria não é importado e tem muito mais gente ainda que anda de ônibus ou metrô. E o que é melhor: descobre ainda que não existe só São Paulo!
Os blogs ainda estão no começo, vão evoluir cada vez mais, mais gente vai postar, mais gente vai ler e muitas opiniões vão mudar.


Talvez ainda um dia (aqui pode ser delírio) as revistas e os famosos venham escondinho ver o que estamos fazendo e (agora já é insanidade) colocar na próxima Casa Cor como uma tendência descoberta por eles.


Créditos: as fotos que ilustram esta postagem foram retiradas de blogs de decoração.
Para conhecê-los basta clicar nos links abaixo:
- DecoraCasa - Casa de Juntados - Dona House - Tudo é Dimais - Decor e Arte - Peguei na Rede - Vários temas - Canto do Feng Shui

8 Faça um comentário:

Viviany 9 de outubro de 2008 10:38  

Concordo plenamente com vc ... Descobri à pouco tempo este "mundo" virtual da decoração ... Estou simplesmente encantada com a troca de informações , idéias geniais e principalmente com os laços de amizade real que se formam por aqui !!! Gostaria tbm de agradecer muito a colocação da minha sala de jantar ,ilustrando juntamente com as demais esse post tão incrível ...
Valeu !!!
Bjuss*

Suzana Inglez (Suka) 13 de outubro de 2008 15:09  

PARABÉNS PELO POST!

Flávia 22 de outubro de 2008 09:29  

Gente,
estou emocionada.
Há tempos que estava em falta com meu passeio pelos blogs queridos e referências. Ao pasar por aqui e ler isto, realmente me emocionei.
Compartilho com suas idéias e acho que com nossos blogs estamos na vanguarda da mídia - anteontem comentei sobre isto lá no DECORACASA.
Sinto uma felicidade enorme em poder compartilhar um pouco da minha vida com pessoas como você.
Carlos, obrigada por colocar uma foto minha e indicar o DECORACASA, mas acima de tudo obrigada por dividir conosco sua lucidez.
Um grande beijo!

Não Somos Apenas Rostinhos Bonitos 22 de outubro de 2008 15:44  

Adoramos o Decoracasa...concordamos com o teor deste post!
Beijocas,

Marcele Silveira 22 de outubro de 2008 17:46  

O comentário é atrasado, mas não poderia deixar de colocar que você está de parabébs pelo post. Como arquiteta, concordo com você e há muito tempo faço uso dos blogs para desenvolver meus projetos. Acredito que eles, diferentemente da casa cor tem alma(não desmerecendo, de maneira alguma, a Casa cor, que é ótima e vale a pena de ser visitada, quando possível). Acredito, ainda, que o surgimento dos blogs de decoração, arte, arquitetura (entre outros) torna mais democrática a divulgação de conceitos pertinenentes a essas áreas, porque, como você mesmo disse, está no computador e, tendo internet, qualquer um pode acessar. Parabéns mais uma vez!

Pri Guti 22 de outubro de 2008 23:14  

Blogs de decoração como o Decoracasa são tudo de bom, revista eu nem compro mais. Também adorei o seu, vi o comentário da Flávia e resolvi conferir. Parabéns! Concordo plenamente!

Elisa Marconi 25 de outubro de 2008 19:19  

Eu sou professora de comunicação e dei EXATAMENTE esse exemplo hoje, 25/10 para meus alunos. Incrível como as revistas oficiais de decoração do Brasil são para um público (quem?) que nem gosta tanto assim de decorar... gente que manda fazer e baixa a cabeça para as tais tendências... uma pobreza sem fim de espírito. PARABÉNS DEMAIS PELO POST!!

Peguei na rede... 2 de novembro de 2008 23:27  

Oi Bade, há muito que venho me cobrando um sossegado cafezinho aqui na sua casa. Hj comprei uma tradicional revista de decoração. Ao folheá-la, logo na pág 15, um Viver Melhor, em letras garrafais chama a atenção. Uma "matéria" de 4 págs, pouco texto, muitos produtos (fotos) e preços. Preços???
Aí me lembrei de vc. Dos seus posts realistas e coerentes com a verdade, no estilo doa a quem doer. E eu o pergunto, o que leva alguns profissionais e lojas, a banalizarem tanto o dindin suado que ganhamos? As revistas falam em banco de palhinha de não sei de onde... por R$ 2.280,00, com a mesma naturalidade que alguns homens públicos falam em propinas de milhões.
E eu ainda pago R$9,90 para ser insultada por uma cadeira de plástico de (com um quase apenas) R$865,00 e um abajur pela bagatela de R$1.611,00.
Mas o diabo do banco é que me bate na cara. Até que ele é bonitnho mas, procurei a justificativa para os 2 mil reais. Será que o consumidor é quem tem que pagar a multa pela derrubada da árvore? Só pode.
E é por esses insultos, Bade, que continuaremos na procura de boas ideias voltadas para casas reais de famílias reais com suados salários reais mas, que não abrem mão e merecem muito um lar bonito e aconchegante. Um real Viver Melhor.

Xêro procê e tenha uma feliz e produtiva semana.

Sil Cruz